Erika e Clarissa jogarão WNBA, mas Damiris opta por treinar para a Olimpíada

O técnico Antonio Carlos Barbosa deverá em breve receber um reforço de peso na seleção brasileira feminina de basquete. Nesta quinta-feira, o Atlanta Dream anunciou que não irá utilizar a pivô Damiris Dantas durante a temporada 2016 da WNBA, versão feminina da liga norte-americana de basquete.

Estadão Conteúdo

12 de maio de 2016 | 19h35

De acordo com a franquia de Geórgia, Damiris não será utilizada para "treinar e competir" com a seleção brasileira em preparação para os Jogos Olímpicos do Rio. Ainda segundo o Atlanta Dream, ela segue com seus direitos ligados ao clube para ser reaproveitada durante a temporada 2017.

Damiris é uma das três jogadoras de destaque do basquete brasileiro que Barbosa não convocou para o Campeonato Sul-Americano, que será disputado na Venezuela daqui a duas semanas. As outras duas são as também pivôs Clarissa e Erika, que, por sua vez, foram confirmadas na temporada 2016 da WNBA. Ambas estão entre as 12 jogadoras do elenco do Chicago Sky.

A temporada da WNBA começa no próximo sábado e tem jogos até 22 de julho. Os Jogos Olímpicos do Rio terão sua cerimônia de abertura em 5 de agosto, duas semanas depois. Ainda não está claro quando Erika e Clarissa vão se apresentar ao técnico Antonio Carlos Barbosa.

Clarissa ganhou muitos pontos com o treinador ao furar o boicote dos principais clubes do País e se apresentar para jogar o evento-teste, em janeiro. Na época, o Corinthians/Americana alegou que ela faltou aos treinos do time e a demitiu. Em troca daquela semana de treinos, pode receber o aval para só se juntar depois à seleção.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.