Etiene ratifica índice e se garante na Olimpíada nos 100m costas

Etiene Medeiros está oficialmente garantida nos Jogos Olímpicos do Rio-2016. A pernambucana, vice-campeã mundial dos 50m costas, foi a única brasileira a conseguir o índice olímpico nos 100m costas. Ela venceu a final do Troféu Maria Lenk na tarde deste sábado, no Estádio Aquático Olímpico, no Rio, sem conseguir baixar o tempo da manhã.

Estadão Conteúdo

16 de abril de 2016 | 17h52

Completou a prova em 1min00s11, sendo que havia cravado 1min00s00 nas eliminatórias. Nas duas vezes nadou abaixo do índice, que é 1min00s25. A atleta do Sesi-SP, entretanto, não conseguiu se aproximar do seu próprio recorde sul-americano, 59s61, registrado nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, no ano passado.

A segunda melhor brasileira no Maria Lenk, que também vale como evento-teste do Rio-2016, foi Natália de Luccas. A nadadora do Corinthians completou a prova em 1min01s11, batendo seu recorde pessoal.

Como só Etiene foi a única brasileira a fazer o índice A exigido pela Federação Internacional de Natação (Fina), só ela poderá nadar os 100m costas pelo Brasil no Rio-2016. A pernambucana também assegura que abrirá o revezamento 4x100m medley, caso este confirme a classificação.

O Brasil não ficou entre os 12 primeiros do 4x100m medley no Mundial do ano passado e tenta a classificação pelo ranking mundial 2015/2016. São quatro vagas disponíveis e o Brasil só está atrás da Finlândia. Existe a possibilidade de, ao final do Maria Lenk, a equipe brasileira tentar uma tomada de tempo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.