Reprodução|Facebook
Reprodução|Facebook

Evento-teste do atletismo chega ao fim com mais dois índices

Fabiana Moraes e Maíla Machado conseguiram índice nos 100m com barreiras

Estadão Conteúdo

16 de maio de 2016 | 18h59

Mais duas atletas brasileiras alcançaram índice para os Jogos Olímpicos do Rio na sexta e última sessão do evento-teste do atletismo, nesta segunda-feira à tarde, no Engenhão. Fabiana Moraes e Maíla Machado fizeram dobradinha na final dos 100m com barreiras e ambas estão qualificadas para a Olimpíada.

Fabiana venceu com 12s91, melhor resultado dela na carreira, sendo seguida por Maila, que marcou 12s99. O índice exigido é 13 segundos cravados. O resultado é muito bom em se considerando que desde 2006 Maíla não corria na casa de 12 segundos. No Brasil inteiro, nos últimos 10 anos, só uma vez uma atleta conseguiu esse feito - Fabiana, com 12s98 em 2014.

Pensando em qualificação para os Jogos Olímpicos do Rio, o Brasil não teve outros bons resultados na tarde desta segunda-feira. No salto triplo, Mateus de Sá venceu com 16,40m, enquanto Jean Casemiro Rosa ganhou bronze com 16,23m. O índice é 16,85m. No salto em altura, Guilherme Cobbo saltou 2,23m, a cinco centímetros do necessário

Laila Ferrer ganhou a prata no dardo, lançando 60,44m - precisava de 62m cravados. Já Ronald Julião ficou com o bronze na prova masculina, com 79,02m, a quatro metros do índice.

Nos revezamentos, destaque para o 4x100m masculino, que ganhou prata com 38s65, a apenas 0s02 do melhor resultado de 2015. O feminino correu com reservas, mas levou o ouro. O 4x400m feminino também foi campeão, com marca ruim (3min32s30), enquanto o masculino foi desclassificado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.