Divulgação/Fiba
Divulgação/Fiba

Evento-teste do basquete terá quatro seleções femininas

Disputa na Arena do Parque Olímpico será entre 15 e 17 de janeiro

Estadão Conteúdo

10 Novembro 2015 | 12h57

A Confederação Brasileira de Basquete (CBB) anunciou nesta terça-feira, por meio de nota em seu site oficial, que o evento-teste da modalidade para os Jogos Olímpicos do Rio, em 2016, será um torneio amistoso que contará com a presença de quatro seleções femininas, entre os dias 15 e 17 de janeiro do próximo ano, na arena do Parque Olímpico da Barra, na zona oeste da capital fluminense.

Além do Brasil, a competição terá a presença das equipes nacionais de Austrália, Argentina e Venezuela. Entre elas, as australianas já asseguraram classificação à Olimpíada no basquete feminino com o título do Pré-Olímpico da Oceania, enquanto as argentinas e venezuelanas ainda terão de jogar o Pré-Olímpico Mundial, em junho, quando serão distribuídas as cinco últimas vagas nos Jogos do Rio.

"O evento-teste é uma etapa de treinamento extra para as jogadoras no ano olímpico. Com isso as atletas vão realizar pelo menos três jogos internacionais na competição, mais dois jogos amistosos com essas seleções antes do evento-teste. O objetivo é incluir essa etapa no planejamento para a preparação olímpica. A comissão técnica irá observar e dar rodagem para essas meninas já visando aos Jogos Olímpicos no mês de agosto", revelou Vanderlei Mazzuchini, direto técnico da CBB.

O dirigente também confirmou que a seleção comandada por Luiz Augusto Zanon irá iniciar a sua preparação para a competição amistosa no dia 6 de janeiro, sendo que as convocadas para participar deste evento-teste serão conhecidas na segunda quinzena de dezembro.

"Vamos treinar de 6 a 13 de janeiro para o evento-teste. A LBF (Liga de Basquete Feminino) vai parar neste período, retornando depois do dia 17. Estamos gratos com a Liga que entendeu a importância do evento-teste nesta etapa de preparação. Vai ser um período de análise em um ano tão importante para o esporte, e a seleção feminina já vai poder viver um pouco do ambiente olímpico. Além disso, os jogos serão disputados na arena que sediará a segunda fase dos jogos femininos no Rio-2016", afirmou Mazzuchini.

O técnico Luiz Augusto Zanon, por sua vez, afirmou que pretende convocar para este evento-teste "as 12 jogadoras que estiverem nas melhores condições possíveis para o período de treinamento". "Vou observar e acompanhar pessoalmente os jogos da Liga Feminina para ver como vão se sentir em quadra e estão fisicamente as possíveis selecionáveis. Vamos levar em consideração os destaques do momento e dar oportunidade as melhores para fazer o teste. Precisamos fazer uma boa apresentação em casa. Para os Jogos do Rio, as chances ainda estão abertas e todas vão ter a oportunidade de mostrar o seu valor. Esta não será uma convocação fechada, mas é um passo importante para vivenciar a Olimpíada", ressaltou o comandante.

Como país-sede, o Brasil já tem lugar assegurado na disputa do basquete feminino da Olimpíada. Os outros países já garantidos na competição são: Estados Unidos (campeão mundial de 2014); Sérvia (campeã europeia); Senegal (campeã da África); Canadá (campeã da Copa América); Austrália (campeã da Oceania) e Japão (campeão da Ásia).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.