Ex-ministro é eleito chefe do Comitê dos Jogos de Inverno de 2018

O ex-ministro do governo da Coreia do Sul Lee Hee-Beom foi eleito nesta quinta-feira como o novo presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018, na sequência do abrupto pedido de demissão do chefe anterior.

Estadão Conteúdo

12 de maio de 2016 | 10h55

Lee Hee-Beom, de 67 anos, é um ex-ministro da Indústria e Energia e foi eleito por unanimidade em uma reunião de 103 dirigentes, disse o comitê organizador. A eleição requer a aprovação do ministro da Cultura, dos Esportes e do Turismo da Coreia do Sul, o que é considerado uma mera formalidade.

Na semana passada, o comitê nomeou Lee Hee-Beom para substituir o magnata dos negócios Cho Yang-Ho, que deixou o cargo para lidar com problemas financeiros em uma importante companhia de navegação controlada pela sua família.

"É uma honra pessoal realizar uma tarefa tão importante a nível nacional com os Jogos Olímpicos estando a apenas um ano e nove meses de distância, mas também sinto uma pesada responsabilidade", declarou Lee Hee-Beom em comunicado oficial.

Ele reconheceu que ainda é um novato no mundo dos esportes e disse que está bem consciente das preocupações sobre os preparativos olímpicos. "Francamente, eu não tenho muita experiência e conhecimento no campo dos esportes", disse. "Vou tentar superar minhas deficiências, fazendo o máximo de esforço dia e noite e continuamente recebendo a ajuda dos especialistas de vários setores".

Os organizadores da Olimpíada de Inverno de Pyeongchang têm enfrentado uma série de desafios nos últimos anos, incluindo atrasos nas obras, conflitos sobre locais de competições e lentidão para atrair patrocínios domésticos, mas os preparativos parecem ter entrado no rumo com a realização bem-sucedida de eventos-teste no início deste ano.

A renúncia repentina de Cho Yang-Ho, cuja família também controla a patrocinadora olímpica Korean Air, marcou a segunda mudança em menos de dois anos no comando do comitê organizador.

"Se a Olimpíada de Seul-1988 foi o evento que introduziu a Coreia do Sul ao nível internacional, os Jogos Olímpicos de Pyeongchang-2018 irão marcar um histórico ponto que permite que o país salte para as fileiras das nações avançadas", afirmou Lee Hee-Beom.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.