Gabriela Biló/Estadão
Gabriela Biló/Estadão

Experiente jogadora de rúgbi fala das chances da seleção feminina

Em entrevista exclusiva, Beatriz Futuro, a Baby, conta sua trajetória e revela como está a preparação da equipe para os Jogos de 2016

PAULO FAVERO, O Estado de S. Paulo

07 de fevereiro de 2015 | 17h16

Beatriz Futuro, a Baby, é uma das mais experientes jogadoras da seleção feminina de rúgbi. A garota de Niterói sonha com a disputa dos Jogos Olímpicos no Rio e, para realizar esse objetivo, voltou da Austrália, onde estava morando e praticando o esporte, para se juntar à equipe. Nesta entrevista exclusiva, ela fala um pouco de sua trajetória e conta como está a preparação da equipe para 2016.

Qual a sensação de ver o sucesso da seleção feminina de rúgbi?

É gratificante ver que tudo que a gente batalhou e ralou nos fez chegar em algum lugar. Valeu a pena e hoje podemos ter o sonho olímpico.

Como será ter uma Olimpíada na sua terra?

Eu sou do Rio e isso é muito especial, pois será em casa, perto dos meus pais, da minha família e do meu clube. Todos sonham junto com a gente. Será um momento único poder viver isso.

Como você vê as chances do Brasil nos Jogos Olímpicos?

Falta muito pouco tempo para a competição, será difícil, mas estamos dando nossos passos. Uma medalha é possível, apesar de não sermos favoritas. Vamos tentar jogar em alto nível, não prometemos o pódio, mas acredito nisso.

Você, junto com a Paulinha Ishibashi e a Julia Sardá, começou na modalidade há muitos anos, participa da seleção desde o início e até jogou na Austrália, que é uma potência. Acha que tem um pouco de mérito no desenvolvimento do esporte?

Com tudo que construímos em dez anos, acho que ajudamos a dar um empurrão. Entrar para o programa olímpico ajudou também, mas de dois anos para cá o rúgbi mudou bastante. É muito gratificante ver isso e acredito que vamos crescer enquanto tivermos crianças jogando.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.