Oli Scarff / AFP
Oli Scarff / AFP

Federação Internacional de Natação promete quase R$ 35 mi para ajudar atletas

Entidade explicou que pretende ajudar atletas 'que enfrentam dificuldades relacionados a treinos e a oportunidades competitivas causadas pela pandemia'

Redação, Estadão Conteúdo

21 de julho de 2020 | 15h14

A Federação Internacional de Natação (Fina) anunciou nesta terça-feira uma ajuda de US$ 6,5 milhões (cerca de R$ 34,8 milhões) para ajudar atletas na preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, que foram adiados para julho de 2021 em razão da pandemia do novo coronavírus.

Ao divulgar o auxílio, a entidade explicou que pretende ajudar atletas "que enfrentam dificuldades relacionados a treinos e a oportunidades competitivas causadas pela pandemia".

Pelo plano da Fina, US$ 4 milhões (R$ 21 milhões) serão destinados a 160 federações nacionais a serem direcionados aos atletas, para atender despesas com treinos, competições e moradia ao longo do próximo ano.

Outros US$ 2 milhões serão distribuídos na forma de bolsas de estudos para atletas que no momento não tem condições de treinar em centros nacionais ou continentais de padrão olímpico. Atualmente, a Fina dá suporta para bases regionais na Rússia, Senegal, Tailândia e nos Estados Unidos.

A entidade mundial ainda vai doar US$ 460 mil para confederações continentais repassarem a seus atletas a partir de critérios não divulgados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.