AFP
AFP

Fiba sorteia grupos dos Pré-Olímpicos de Basquete

França dá sorte e terá caminho mais fácil por vaga

Estadão Conteúdo

26 de janeiro de 2016 | 16h37

Terceira colocada nas últimas edições do Mundial (2014) e do Campeonato Europeu (2015), a França terá um grupo relativamente fácil em busca da vaga no Rio-2016. Os franceses vão jogar o Pré-Olímpico de Manila, nas Filipinas, contra os donos da casa, Turquia, Senegal, Canadá e Nova Zelândia. Os canadenses, que ficaram em terceiro na Copa América do ano passado, são em teoria os rivais mais complicados.

Na fórmula adotada pela Federação Internacional de Basquete (Fiba) para apontar os times que jogarão o Rio-2016, três Pré-Olímpicos Mundiais paralelos, em cidades diferentes, vão indicar cada um uma equipe. O sorteio das chaves aconteceu nesta terça-feira. Os torneios serão entre 4 e 10 de julho.

A Sérvia, vice-campeã mundial em 2014, vai atuar em casa, em Belgrado, contra Angola, Porto Rico, Japão, República Checa e Letônia. Já em Turim a Itália vai receber Grécia, México, Irã, Tunísia e Croácia.

Este último grupo promete ser o mais equilibrado, uma vez que Grécia, Croácia e México foram até as oitavas de final do último Mundial, o México foi semifinalista da Copa América e Grécia e Itália chegaram às quartas do Europeu.

EUA (campeão mundial), Brasil (dono da casa), Austrália, Nigéria, Venezuela, Argentina, Espanha, Lituânia e China já estão garantidos na Olimpíada. Por enquanto, a principal ausência no Rio-2016 é a Alemanha, desclassificada do processo de classificação por conta da má campanha no Europeu.

FEMININO

No feminino, o Pré-Olímpico terá sede única, na França, entre 13 a 19 de junho. Estarão em jogo quatro vagas no Rio-2016, que serão definidas nas quartas de final, em confrontos cruzando os dois primeiros colocados dos grupos A e B e dos grupos C e D.

Na Grupo A estão Cuba, Nova Zelândia e França. O B tem Camarões, Turquia e Argentina. O Grupo C conta com Bielo-Rússia, Coreia do Sul e Nigéria, enquanto o Grupo D tem Venezuela, Espanha e China.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.