Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Flavio Florido/ COB
Flavio Florido/ COB

Fina confirma vaga de revezamentos do Brasil em Tóquio; Fratus é ouro em Barcelona

Nadador brasileira fica com o lugar mais alto do pódio em prova dos 50 metros livres na etapa de Barcelona do Mare Nostrum

Redação, Estadão Conteúdo

05 de junho de 2021 | 18h22

A Federação Internacional de Natação (Fina, na sigla em inglês) confirmou neste sábado a convocação dos revezamentos 4x100 metros livre e 4x100 metros medley misto do Brasil para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. As duas equipes participavam da repescagem mundial de revezamentos encerrada no último dia 31.

No 4x100 metros livre feminino, a equipe brasileira - formada por Etiene Medeiros, Stephanie Balduccini, Ana Vieira e Larissa Oliveira - terminou na quarta colocação com o tempo de 3min38s59. No 4x100 metros medley misto - formado por Guilherme Basseto, Felipe Lima, Giovanna Diamante e Larissa Oliveira -, o Brasil ficou na terceira posição com 3min45s51. Classificavam-se os quatro primeiros tempos da repescagem.

Com os resultados, o Brasil, agora, tem cinco revezamentos classificados para Tóquio-2020: 4x100 metros livre (masculino), 4x200 metros livre (masculino), 4x100 metros medley (masculino), 4x100 metros livre (feminino) e 4x100 metros medley (misto).

A confirmação dos revezamentos aumenta o número de atletas integrantes da delegação brasileira na natação para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. Agora, a seleção tem 23 convocados.

Os revezamentos 4x200 metros livre feminino e 4x100 metros medley feminino não terminaram entre os quatro primeiros do ranking da repescagem, mas ainda podem obter a classificação olímpica, dependendo da confirmação ou não dos países mais bem colocados. Essa confirmação deve ocorrer até o meio de junho.

Mare Nostrum

Outro resultado importante para o Brasil foi conquistado neste sábado. Na etapa de Barcelona do Mare Nostrum, Bruno Fratus faturou o ouro nos 50 metros livre, que é a prova de sua especialidade. Ele fechou a competição com o tempo de 21s73. Resultado alimenta expectativas por busca de pódio em Tóquio. Os holandeses Thorm de Boer e Jesse Puts completaram o pódio.

Com o tempo alcançado na Espanha, Fratus igualou a sua melhor marca desta temporada. Em abril, durante disputa das semifinais da etapa californiana do circuito TYR Pro Swim Series, ele fez os mesmos 21s73 nas semifinais, antes de vencer a final e validar o índice olímpico com a marca de 21s80.

Com três pratas e um bronze nos Mundiais de natação, Bruno Fratus ainda busca o primeiro pódio nos Jogos Olímpicos, depois de ficar em quarto e sexto, em 2012 e 2016, respectivamente. 

Confira a seleção brasileira de natação nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020:

Guilherme Costa - 400m, 800m livre e 1500m livre

Felipe Lima - 100m peito e revezamentos 4x100m medley e 4x100m medley misto

Fernando Scheffer - 200m livre e revezamento 4x200m livre

Breno Correia - 200m livre e revezamento 4x200m livre

Murilo Sartori - Revezamento 4x200m livre

Luiz Altamir - Revezamento 4x200m livre

Guilherme Basseto - 100m costas e revezamentos 4x100m medley e 4x100m medley misto

Guilherme Guido - 100m costas

Leonardo de Deus - 200m borboleta

Pedro Spajari - 100m livre

Gabriel Santos - 100m livre

Marcelo Chierighini

Beatriz Dizotti - 1500m livre

Betina Lorscheitter - 1500m livre

Caio Pumputis - 200m medley

Vinicius Lanza - 200m medley

Matheus Gonche - 100m borboleta

Bruno Fratus - 50m livre

Larissa Oliveira - Revezamento 4x100m livre feminino

Ana Vieira - Revezamento 4x100m livre feminino

Etiene Medeiros - Revezamento 4x100m livre feminino

Stephanie Balduccini - Revezamento 4x100m livre feminino

Giovanna Diamante - 4x100m medley misto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.