Felipe Nascimento representará o Brasil no pentatlo no Rio-2016

Felipe Nascimento, de 22 anos, será o representante do Brasil na prova masculina de pentatlo moderno nos Jogos Olímpicos do Rio. Nenhum brasileiro conseguiu a classificação por méritos próprios, restando a Felipe, melhor do País no ranking mundial, o direito de ficar com a vaga destinada ao país-sede.

Estadão Conteúdo

26 de maio de 2016 | 14h59

Nesta quinta-feira, a última esperança era o Mundial de Pentatlo Moderno, que está sendo disputado em Moscou, na Rússia. Felipe Nascimento terminou numa discreta 80.ª colocação, entre 95 atletas que completaram a fase de classificação. O melhor brasileiro foi Danilo Fagundes, em 57.ª, mas numa classificação insuficiente para avançar no ranking mundial. Ninguém conseguiu vaga entre os 36 finalistas.

Com 80 pontos, metade deles adquiridos com o oitavo lugar no Campeonato Pan-Americano, em março, Felipe é o 48.º colocado do ranking olímpico. William Muinhos, que nem foi ao Mundial, ocupa a 79.ª colocação, enquanto Danilo Fagundes é o 124.º.

Diferente do caso de Yane Marques, candidata à medalha, Felipe tende a ser coadjuvante no Rio-2016. Ele participou das oito etapas de Copa do Mundo disputadas nos últimos dois anos, variando sempre entre o 45.º e o 80.º lugar. Em Mundiais, foi 85.º em 2014, 74.º no ano passado e 80.º agora.

Nos últimos 50 anos, o Brasil só teve um representante no pentatlo moderno nos Jogos Olímpicos: Daniel dos Santos, 29.º colocado em Atenas, em 2004. Até 1964, por outro lado, 13 brasileiros estiveram em Olimpíadas.

O Mundial de Moscou continua nesta sexta-feira com a final feminina. Yane Marques será a única representante brasileira e defende a medalha de bronze conquistada no ano passado. Ela estará no Rio-2016 por méritos próprios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.