Fotógrafo registra abordagem a moradores de rua por fuzileiros navais

Segundo a Marinha, revista é rotineira e em qualquer pedestre

Suellen Amorim - ESPECIAL PARA O ESTADO, O Estado de S.Paulo

27 de julho de 2016 | 15h18

Militares da Marinha revistaram moradores de rua e seus pertences na rua Barão de Ipanema, em Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro, na noite da terça-feira, 26. De acordo com o fotógrafo Neto Souza, morador do bairro, não houve remoção das pessoas, nem apreensão dos pertences. Souza afirmou que as pessoas revistadas não esboçaram nenhuma reação. "Como o cara vai reagir?", disse, se referindo ao fato de os fuzileiros estarem armados.

A Marinha do Brasil informou que a operação não encontrou nenhum armamento e esclareceu que os fuzileiros navais não estão recolhendo moradores de rua dos pontos que ocupam. De acordo com a corporação, o foco não é revistar moradores de rua, mas qualquer pedestre. A abordagem, segundo a corporação,  é rotineira. A orientação dos militares é fiscalizar todos os eventos nas ruas, como atividade preventiva para a segurança dos Jogos Olímpicos. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.