Emílio Morenatti / AP
Emílio Morenatti / AP

Gabriel Araújo leva prata e conquista primeira medalha do Brasil na Paralimpíada

Nadador brasileiro fez tempo de 2:02.47, uma melhora significativa em relação à semifinal

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de agosto de 2021 | 06h04

O nadador Gabriel Araújo conquistou a primeira medalha na Paralimpíada de Tóquio. Araújo foi medalha de prata na final dos 100m costas da classe s2, para atletas com funções limitadas nas mãos, tronco ou pernas. O ouro ficou com o chileno Alberto Albarza e o bronze com o russo Vladimir Danilenko.

Araújo teve uma saída muito forte, abrindo certa vantagem para os competidores. Porém, já na virada da prova, Abarza estava próximo e conseguiu ultrapassá-lo durante a segunda parte da prova. O brasileiro, contudo, conseguiu segurar a vantagem para Danilenko e garantir a prata, com o tempo final de 2:02.47.

Após a conquista da medalha, uma cena legal: o brasileiro foi até a raia ao lado cumprimentar o medalhista de ouro Abarza, com bastante felicidade, e recebeu um abraço em retorno.

Em entrevista para o SporTV após a medalha, o brasileiro dedicou a medalha ao avô, falecido na semana passada, admitiu ter ficado com gostinho de 'quero mais' e prometeu buscar o ouro nas duas provas que ainda disputa nestas Paralimpíadas.

Araújo tem apenas 19 anos e já e considerado uma das apostas do Brasil para a Paralimpíada de Paris. Na semifinal, havia avançado com o quarto tempo (2:09.73), e conseguiu melhorar bastante na final para conquistar a medalha.

Antes dele, o Brasil já havia chegado na final dos 100m costas da classe S1 (atletas com tetraplegia) com José Ronaldo. O brasileiro ficou em quinto lugar, com o tempo de 3:03.18. O ouro ficou com o israelense Iyad Shalabi, prata com Anton Kol da Ucrânia e bronze para o italiano Francesco Bettella.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.