Lucas Figueiredo / CBF
Lucas Figueiredo / CBF

Gabriel Menino se pauta na experiência de Daniel Alves para crescer na seleção

São-paulino tem ajudado o palmeirense no período dos Jogos Olímpicos de Tóquio

Redação, Estadão Conteúdo

01 de agosto de 2021 | 12h26

De volante a lateral-direito, sua atual posição, Gabriel Menino aproveita a convocação para a Olimpíada de Tóquio-2020 para ganhar, aos 20 anos, experiência no novo posto a partir dos conselhos de Daniel Alves. Com 18 anos a mais, o capitão da seleção olímpica é a principal referência para o jogador do Palmeiras se destacar e jogar mais na equipe do técnico André Jardine.

"O Daniel Alves é o melhor lateral do Brasil, já conquistou vários títulos, é o maior campeão que eu já conheci. É uma pessoas sensacional, um profissional sem palavras, o que ele está me ensinando é surreal. É um cara fantástico, ele está aqui e eu estou aprendendo, tirando um pouco da experiência dele", disse Gabriel Menino.

No último sábado, o jovem atleta participou da vitória por 1 a 0 contra o Egito, que garantiu o Brasil na semifinal do torneio olímpico, ao entrar no segundo tempo. "Se precisarem de mim, vou dar meu melhor, independentemente de qualquer coisa, nem que seja apoiando do lado de fora, torcendo, jogando", afirmou.

Outro jogador que vem se destacando é o camisa 11, Antony, que mostrou muita personalidade em campo. Os dribles envolventes do atacante, que, atualmente joga no Ajax, ofuscaram outros elementos da partida em alguns momentos.

"É minha característica, sempre tive isso, no momento certo eu uso, como nesses dois lances. Objetividade sempre, em um lance que vejo que vai terminar em uma jogada boa. Fico muito feliz, espero dar continuidade. Minha característica é enfrentar o adversário e mostrar minha habilidade", explicou Antony.

Nesta terça-feira, o Brasil encara o México, às 5 horas (de Brasília), pela semifinal da Olimpíada de Tóquio-2020. A partida promete ter um clima de muita rivalidade, afinal os mexicanos venceram os brasileiros na final dos Jogos Olímpicos de Londres-2012.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.