Gebrselassie não pode desistir de maratona, diz federação

O recordista mundial HaileGebrselassie não pode optar por deixar de correr a maratona nasOlimpíadas de Pequim e precisa seguir as regras do esporte naEtiópia, afirmou na sexta-feira a federação de atletismo dopaís africano. Gebrselassie, que sofre de asma, afirmou à Reuters nestasemana que não correria a prova de 42,195 quilômetros porque apoluição existente em Pequim poderia prejudicar a saúde dele. O Comitê Olímpico Internacional (COI) disse que a manobradele justificava-se plenamente e que ninguém poderia obrigá-loa competir. A Federação Etíope de Atletismo (EAF), no entanto,afirmou que o maratonista não poderia tomar essa decisão. "Não cabe a Haile Gebrselassie decidir sobre se participaráou não da maratona em Pequim", disse Dube Jillo, diretortécnico da EAF, em entrevista concedida à Reuters. "Cabe à Federação Etíope de Atletismo, que representa opaís, determinar se Haile está ou não apto para participar damaratona das Olimpíadas de Pequim." Campeão olímpico duas vezes dos 10 mil metros, Gebrselassiedisse que tentará obter índice para participar dessa prova emPequim. O atleta é uma das várias pessoas, entre esportistas edirigentes, que se mostraram preocupadas com a poluiçãoexistente na capital chinesa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.