Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
AP Photo/Charlie Riedel
AP Photo/Charlie Riedel

Ginasta dos Estados Unidos testa positivo para coronavírus no Japão

Atleta treina com a equipe americana na cidade Inzai, ao leste de Tóquio. Identidade da competidora não foi revelada

Redação, O Estado de S.Paulo

19 de julho de 2021 | 08h39

Uma ginasta da delegação dos Estados Unidos testou positivo para coronavírus nesta segunda-feira em Inzai, a leste de Tóquio, onde a equipe treina para os Jogos Olímpicos. Segundo o oficial da Olimpíada na cidade, trata-se de uma adolescente. Entretanto, sua identidade não foi revelada.

Ainda não há informação se a ginasta pertence ao time principal ou se é suplente. O grande destaque da modalidade dos EUA é Simone Biles, de 24 anos, candidata a ganhar ouro em Tóquio. Os dois membros adolescentes da equipe de ginastas dos EUA são Sunisa Lee e Grace McCallum, ambas de 18 anos. Todos os quatro suplentes, selecionados caso um dos principais membros do time teste positivo, são adolescentes. 

Este não é o primeiro caso de teste positivo entre os atletas que vão disputar a Olimpíada de Tóquio. Neste domingo, a equipe olímpica da República Checa confirmou que Ondrej Perusic, do vôlei de praia, teve um exame positivo para covid-19 na Vila Olímpica. O caso de Perusic é o quarto na Vila onde os competidores ficam depois que as infecções de dois jogadores de futebol sul-africanos, que não tiveram suas identidades reveladas também, e um analista de vídeo foram informadas.

O Comitê Organizador monitora 21 pessoas, na maioria atletas, que tiveram contato com os jogadores sul-africanos. Ao todo, já foram registrados 58 casos positivos de covid relacionados aos Jogos. Mas nem todos são de atletas. A maioria diz respeito a colaboradores. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.