Fernando Bizerra/EFE
Fernando Bizerra/EFE

Guilherme Costa piora tempo e termina final dos 800m em último lugar nos Jogos de Tóquio

A natação brasileira continua com apenas um pódio nesta Olimpíada, conquistado por Fernando Scheffer, bronze nos 200m livre

Raphael Ramos, enviado especial/TÓQUIO, O Estado de S.Paulo

28 de julho de 2021 | 23h00

O nadador Guilherme Costa terminou na oitava e última posição a final dos 800m livre nos Jogos Olímpicos de Tóquio nesta quarta-feira com o tempo de 7min53s31. O campeão olímpico foi o norte-americano Robert Finke (7min41s87), seguido do italiano Gregorio Paltrinieri (7min42s11) e do ucraniano Mykhailo Romanchuk (7min42s33). A natação brasileira continua com apenas um pódio nesta Olimpíada, conquistado por Fernando Scheffer, bronze nos 200m livre.

Guilherme Costa, também conhecido como Cachorrão, havia se classificado para a decisão com o quinto melhor tempo geral (7min46s09), quando estabeleceu o novo recorde sul-americano da prova. Nesta quarta-feira, no entanto, ele nadou quase sete segundos mais devagar. Começou a prova em um ritmo forte, fez a primeira virada na segunda posição, mas depois caiu para a oitava colocação e não conseguiu mais se recuperar.

Na prova dos 400 metros, sua distância preferida, ele já havia tido uma estreia frustrante em Tóquio. Guilherme Costa falhou na classificação e acabou ficando de fora da briga por medalhas.

Aos 22 anos, ele é um dos talentos da nova geração da natação brasileira e busca abrir caminho em provas de longa distância, já que o Brasil tem mais tradição em disputas de velocidade. Cachorrão, atualmente, é recordista sul-americano dos 1.500, 800 e 400 livre.

Guilherme Costa volta à piscina do Centro Aquático nesta sexta-feira, às 8h34 (horário de Brasília), para disputar os 1.500m livre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.