Hackers invadem site de revista francesa por pesquisa olímpica

Hackers atacaram o site de uma revistafrancesa neste mês para tentar influenciar uma pesquisa deopinião sobre os Jogos Olímpicos de Pequim e mudar o conteúdodo site, disse nesta quarta-feira o dono da publicação. Jean-Joel Gurviez disse que o site da revista econômicaCapital foi atacado pela primeira vez em março, quando lançouuma pesquisa perguntando se a França deveria boicotar acerimônia de abertura da Olimpíada na China. "No primeiro dia, tivemos cerca de 300 respostas, o que eranormal para esse tipo de pesquisa, e 80 por cento eram contra oboicote", disse ele. Quase todas as respostas chegaram a partir de servidoreschineses, disse Gurviez, levando técnicos inicialmente apensarem que o fluxo seria proveniente de sites chinesesdirecionando fãs patriotas. "Mas alguns dias depois, nós tivemos hackers operando nosnossos servidores na China para tentar mudar o nosso conteúdo,e houve 2,5 milhões de tentativas de acessar os arquivosprotegidos. Tivemos que desativar o site temporariamente",disse ele. Usuários da Internet na China congestionam a rede comcomentários patrióticos na preparação para os Jogos de agosto,e criticaram a França por não ter garantido segurança adequadapara a passagem da tocha olímpica por Paris. Guerviez disse que a revista não tem provas concretas doataque de hackers, mas registrou queixa na polícia. "Os ataques aconteceram após os protestos da tocha, muitostentaram colocar slogans pró-China, e todos vieram decomputadores na China, então acho que está muito claro", disseele. (Reportagem de Brian Rohan)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.