Wander Roberto|Divulgação
Wander Roberto|Divulgação

Rodrigo Pessoa será reserva da equipe brasileira de hipismo na Olimpíada

Campeão olímpico em 2004 foi preterido por atletas mais jovens

Demétrio Vecchioli, Estadão Conteúdo

18 de julho de 2016 | 13h03

A Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) anunciou nesta segunda-feira, em São Paulo, a convocação dos 12 conjuntos que vão representar o Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio. A grande surpresa é a ausência de Rodrigo Pessoa, campeão olímpico em 2004, que foi convocado apenas para ser reserva do time de salto. A não ser que haja lesão de algum conjunto (animal ou cavaleiro), Rodrigo não terá a oportunidade de ampliar seu recorde de participações olímpicas no esporte brasileiro - o Rio-2016 seria sua sétima Olimpíada.

Pessoa fica como reserva pelo crescimento de Stephan Barcha, carioca de 26 anos, que só este ano passou a apresentar resultados em alto rendimento. Também foram convocados, conforme já era esperado, os cavaleiros Alvaro de Miranda Neto (o Doda), Eduardo Menezes e Pedro Veniss.

Pelo que explicou a CBH, Rodrigo Pessoa é reserva "por enquanto" e seguirá com a equipe para o Rio. Caso haja mais de uma lesão de animal, Felipe Amaral está de sobreaviso e pode ganhar uma chance. "Se o Rodrigo hoje é o quinto, imagina quanto a equipe do Brasil evoluiu", comentou Doda, que vai para a quinta Olimpíada.

No adestramento, a convocação engloba dois irmãos: Luiza e Pedro Tavares de Almida. Manuel, irmão gêmeo de Pedro, fica como reserva da equipe. Completam o time João Victor Oliva (filho de Hortência) e a surpresa Giovanna Pass, de apenas 18 anos, única no quinteto que não é baseada na Europa - ela obteve os índices em eventos de observação da CBH em São Paulo.

Por fim, a equipe do CCE, tem Carlos Paro, Marcio Appel, Marcio Jorge e Ruy Fonseca. Marcio Jorge vem de quinto lugar na última grande competição antes dos Jogos, em Barbury, na Inglaterra, há duas semanas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.