Damir Sagolj/Reuters
Damir Sagolj/Reuters

Holandesa bate recorde de 28 anos e ganha ouro nos 200 m em Pequim

Dafne Schippers fatura medalha com a incrível marca de 21s63

Estadão Conteúdo

28 Agosto 2015 | 10h24

Em uma prova dominada por atletas negras, uma holandesa loira colocou seu nome na história nesta sexta-feira, em Pequim. Dafne Schippers, de apenas 23 anos, bronze no Mundial de Atletismo de 2013 no heptatlo, ganhou o ouro nos 200 metros com a incrível marca de 21s63. Ela bateu o recorde do campeonato e assumiu o terceiro lugar do ranking histórico da distância.

Schippers é a grande surpresa das provas de velocidade neste ciclo olímpico. Contra todos os prognósticos, ganhou a prata nos 100m e agora o ouro nos 200m em uma prova fortíssima. A holandesa não teve boa largada, entrou na reta aparentando não tendo chance de vitória, mas cresceu de forma impressionante.

Só na última passada ela passou à frente da jamaicana Elaine Thompson, que ganhou a prata com 21s66, melhor marca da carreira. O bronze ficou com a veterana Veronica Campbell-Brown (21s97), de 32 anos, bicampeã olímpica (2004 e 2008). A norte-americana Allyson Felix, que liderava o ranking mundial e é a atual campeã olímpica, optou por não competir nos 200m em Pequim, priorizando os 400m rasos, prova que ela venceu.

Sem ela, os EUA sequer foram ao pódio dos 200m. De qualquer forma, seria bastante difícil superar Schippers e Thompson. A holandesa fez a quarta prova mais rápida da história, atrás apenas do que fez a norte-americana Florence Griffith-Joyner nos Jogos Olímpicos de Seoul, em 1988 (21s56 na semifinal e 21s34 na final) e da também americana Marion Jones, que correu em 21s62 em 1998.

Thompson, por sua vez, fez a sexta melhor prova da história. Só não bateu o recorde jamaicano porque Marlene Ottey correu para 21s64 na temporada de 1991. Allyson tem 21s69 como melhor marca da carreira.

Mais conteúdo sobre:
atletismoMundial de Atletismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.