Jonne Roriz/ COB
Jonne Roriz/ COB

Movimento pouco treinado derruba Ingrid Oliveira na 1ª fase dos saltos ornamentais em Tóquio

Brasileira tem bom início de classificatória, mas falha nas execuções finais e acaba fora

Redação, Estadão Conteúdo

04 de agosto de 2021 | 06h56

A saltadora Ingrid Oliveira ficou em 24º lugar em sua apresentação nesta quarta-feira e foi eliminada na primeira fase dos saltos ornamentais da plataforma de 10 metros dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Após cinco rodadas, a brasileira somou 261.20 pontos. A melhor colocada entre as 18 classificadas para a semifinal, que vai ser disputada a partir das 22 horas (de Brasília) foi a chinesa Yuxi Chen, com 390.70 pontos.

Ingrid, carioca, de 25 anos, ficou entre as dez primeiras após os os três primeiros saltos. Na quarta apresentação, no entanto, ela caiu para o 14º lugar e depois do quinto salto acabou eliminada da competição.

"São coisas que acontecem. Esporte é feito disso. Eu estou triste porque nos meus treinos eu acertei todos os meus saltos e sabia que tinha condições de fazer tudo igual. Na hora da prova, não consegui fazer o que vinha treinando", disse a atleta, que chorou, após o resultado final.

Ele explicou sua atuação. "No quarto salto, que é meu melhor, não consegui perceber se saí forte ou fraco, e isso fez com que eu errasse bastante. Eu precisava muito acertar, O último salto estava treinando havia pouco tempo e todo mundo sabia disso. E aí a pressão ficou totalmente em cima dele, um salto novo, que eu tentei com todas as forças acertar, mas acabou que saí mais forte do que deveria e não consegui pontuação boa para passar para a semi", afirmou a atleta, que participou pela segunda vez de uma Olimpíada.

Ingrid estreou em competições internacionais como atleta da seleção brasileira nos Jogos Sul-Americanos da Juventude, em Lima-2013. Depois, consolidou-se como um dos principais nomes da modalidade no País, sendo prata nos Jogos Pan-Americanos de Toronto-2015 (plataforma sincronizada), ouro nos Jogos Sul-Americanos de Cochabamba-2018 (plataforma individual) e bronze na plataforma sincronizada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.