Iraque vai aos Jogos com 2 atletas após suspensão de veto

Comitê Olímpico Internacional permite a participação do país após acordo com o governo iraquiano

REUTERS

29 de julho de 2008 | 18h24

O Comitê Olímpico Internacional (COI) permitiu nesta terça-feira que o Iraque envie dois atletas aos Jogos de Pequim do mês que vem, após um acordo de última hora que encerrou uma disputa com o governo iraquiano, informou o COI nesta terça-feira. O Iraque foi proibido na semana passada de disputar a Olimpíada, após o governo do país ter dissolvido o comitê olímpico local. As regras do COI proíbem intervenção governamental na administração esportiva dos países. Autoridades iraquianas se reuniram com membros do COI em Lausanne nesta terça-feira, em um último esforço para resolver a questão e enviar uma equipe composta por apenas dois competidores de atletismo para os Jogos. "Um acordo entre o governo iraquiano e o Comitê Olímpico Internacional, nesta terça-feira, abre caminho para a participação iraquiana nos Jogos Olímpicos de Pequim", disse o COI em comunicado. O governo do Iraque dissolveu o comitê olímpico do país em maio, devido a uma disputa sobre a forma de sua montagem. O COI deu ao Iraque um prazo para restabelecer o órgão, mas o governo recusou-se a voltar atrás.

Tudo o que sabemos sobre:
Pequim 2008IraqueCOI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.