Iraquianos vão ao COI para tentar reverter exclusão dos Jogos

Representantes do governo do país viajam para a Suíça com o objetivo de recolocar o Iraque nas Olimpíadas

EFE,

27 de julho de 2008 | 12h17

Uma delegação do governo iraquiano viajou neste domingo a Lausanne, na Suíça, para tentar reverter a decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI) de excluir o país da edição dos Jogos Olímpicos de Pequim.Veja também: Iraque espera reverter punição olímpica; atletas culpam BagdáSegundo a agência independente de notícias Aswat Al Iraq, a delegação é liderada pelo porta-voz do Executivo iraquiano, Ali Dabbagh, e conta também com Basel Abdel Hadi, representante do Ministério de Juventude e Esporte."A viagem da delegação é em resposta ao convite do COI", disse à agência uma fonte anônima do Conselho de Ministros.Na quinta-feira passada, o COI excluiu oficialmente o Iraque dos Jogos Olímpicos de Pequim pela "contínua interferência do governo iraquiano nos assuntos do conselho executivo do Comitê Nacional Olímpico Iraquiano".Bagdá tinha previsto enviar uma delegação composta por sete atletas aos Jogos, que disputariam provas de atletismo, Judô, tiro com arco, remo e halterofilismo.

Tudo o que sabemos sobre:
COIPequim 2008

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.