Alexandre Loureiro/COB
Alexandre Loureiro/COB

Isaquias Queiroz receberá R$ 132 mil por medalhas

Atleta da canoagem conquistou duas pratas e um bronze nos Jogos do Rio

Estadão Conteúdo

20 Agosto 2016 | 13h56

As primeiras medalhas olímpicas da história do Brasil na canoagem de velocidade vão render um belo bônus a Isaquias Queiroz. O atleta da Bahia receberá durante um ano cerca de R$ 132 mil da CBCa (Confederação Brasileira de Canoagem) de remuneração. Seu parceiro na categoria C2 1000m, Erlon de Souza, prata neste sábado, ganhará no mesmo período a quantia de R$ 48 mil.

A dupla ficou com o vice-campeonato na C2 neste sábado, na Lagoa Rodrigo de Freitas. No individual, Isaquias ganhou a prata na C1 1000m e bronze na C2 200m, somando três medalhas numa mesma competição olímpica. É o único a conquistar tal façanha.

A premiação para os atletas da canoagem, por medalha conquistada, nesta Olimpíada é de R$ 5 mil para ouro, R$ 4 mil para a prata e R$ 3 mil para o bronze. Além do dinheiro repassado pela CBCa, o COB (Comitê Olímpico Brasileiro) determinou que todos os atletas que subissem ao pódio em competições individuais, independentemente da cor da medalha receberiam R$ 35 mil. A remuneração para conquistas em equipes seria a metade, R$ 17,5 mil.

Mais conteúdo sobre:
Canoagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.