Kirsty Wigglesworth/AP
Kirsty Wigglesworth/AP

Isaquias Queiroz sobra na semifinal e garante vaga na decisão da canoagem em Tóquio

Brasileiro vence sua bateria com certa autoridade e briga pelo pódio ainda nesta sexta-feira

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de agosto de 2021 | 22h28

Isaquias Queiroz está a uma prova de garantir mais uma medalha para o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio. O baiano, assim como fez nas quartas de final, sobrou na semifinal e garantiu vaga na decisão da canoagem C1 1000m, que acontece ainda na noite desta sexta-feira, por volta das 23h53 (horário de Brasília).

Isaquias foi o mais veloz de sua bateria, a segunda da modalidade, e não teve grande problemas em cruzar a linha de chegada em primeiro, posição que administrou desde o início da prova. Ele cravou o tempo de 4:05.579. O segundo lugar ficou com Serguei Tarnovschi, da Moldávia, com o tempo de 4:06.635. A terceira colocação ficou com o alemão Conrad Scheinber, que cravou 4:08.503.

Na quinta, o brasileiro já havia demonstrado todo o seu preparo e foco em busca de mais uma medalha olímpica. Isaquias completou as quartas de final com larga superioridade em relação aos seus adversários. Com isso, ele garantiu um descanso no mesmo dia, afinal, os dois primeiros colocados de cada bateria avançariam imediatamente à semifinal.

O brasileiro Jacky Godmann, companheiro de Isaquias na C2, não conseguiu a mesma proeza do conterrâneo. Ele disputou sua quarta de final e, em seguida, uma repescagem. Infelizmente, não conseguiu permanecer no pelotão de frente.

Favorito à medalha de ouro até agora, Isaquias quer continuar fazendo história defendendo o Brasil em Olimpíadas. Ele é o único atleta do País a conquistar três pódios em uma só edição dos Jogos. No Rio de Janeiro, em 2016, ele faturou duas pratas (C1 e C2 1000m) e uma bronze (C1 200m).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.