Isinbayeva leva ouro com recorde mundial; Saladino também vence

A russa Yelena Isinbayeba foi o grandedestaque do atletismo na segunda-feira na Olimpíada de Pequim,ao levar o ouro no salto com vara com o recorde mundial, 5,05metros. Isinbayeba bateu o próprio recorde, que era de 5,04 metros,estabelecido no mês passado. A medalha de prata na prova ficou com a norte-americanaJennifer Stuczynski (4,80 metros) e a russa Svetlana Feofanovalevou o bronze (4,75 metros). Isinbayeva, campeã em Atenas quatro anos atrás e que desdeentão tem um domínio absoluto da modalidade, passou a maiorparte da competição deitada sob sua toalha relaxando e nãorealizou seu primeiro salto antes da marca de 4,70m. A atual campeã do mundo precisou apenas do segundo salto a4,85 metros para assegurar o bicampeonato olímpico. A russa então saltou 4,95m na terceira tentativa paraestabelecer o então recorde olímpico, e na sequência colocou osarrafo 1 centímetro mais alto que seu próprio recorde de5,04m. Ao superar a marca na tentativa final, ela levou o públicoà loucura e deu início à volta olímpica carregando a bandeirade seu país. Outro favorito, o panamenho Irving Saladino, 25, conquistoua medalha de ouro no salto em distância. Foi o primeiro ouro doPanamá na história das Olimpíadas. Saladino, que treina no Brasil, superou o sul-africanoKhotso Mokoena e o cubano Ibrahim Camejo, que ficaram com aprata e o bronze, respectivamente. Saladino levou o título com um salto de 8,34 metros, àfrente do 8,24m do sul-africano e 8,20m de Camejo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.