Jamaica quebra recorde mundial no revezamento 4 x 100 m

Com Usain Bolt, equipe jamaicana crava o tempo de 37s10; brasileiros terminam na quarta colocação geral

Redação,

22 de agosto de 2008 | 11h20

 Kai Pfaffenbach/Reuters  Atletas jamaicanos posam ao lado do placar que sinaliza o novo recorde mundial da provaSÃO PAULO - Como esperado, a equipe jamaicana levou a medalha de ouro no revezamento 4 x 100 m e, de quebra, pulverizou o recorde olímpico e mundial, que pertencia aos Estados Unidos, com o tempo de 37s10, 30 centésimos a menos que o recorde que vigorava desde os Jogos Olímpicos de Barcelona-92.Veja também:A campanha brasileira na Olimpíada de PequimA equipe brasileira, capitaneada por Vicente Lenílson, ficou muito perto da medalha de bronze, com o tempo de 38s24, nove centésimos a menos que a equipe do Japão, que ficou com o bronze. Já a prata pertence a Trinidad e Tobago, com o tempo de 38s06.A superioridade dos jamaicanos era esperada. Com a melhor equipe de todos os tempos, tendo como ápice o campeão e recordista mundial dos 200 m e 100 m rasos, Usain Bolt, a Jamaica liderou do começo ao fim, com a arrancada final de Asafa Powell.CONTENTEApesar de ter ficado em quarto lugar, a equipe brasileira mostrou-se conformada com o resultado. "Nós pedimos desculpas para o Brasil, mas entramos para vencer e fizemos o melhor. Hoje, infelizmente, algumas equipes foram melhores do que a nossa", disse Vicente Lenílson.Já Cláudio Souza disse que, agora, o momento é para desfrutar a vila olímpica. "Fizemos a melhor prova do ano, e agora temos que relaxar, desfrutar a vila olímpica, porque fizemos o que poderíamos fazer."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.