Pater Parks / AFP
Pater Parks / AFP

Jamaicano Usain Bolt volta às pistas para correr 800m em campanha

Recordista dos 100m e 200m fará parte de uma ação promocional de empresa de carros usados dos EUA

Rafael Sant'Ana, especial para O Estadão

06 de julho de 2021 | 14h48

Usain Bolt está de volta. Mas não do jeito que parece. O jamaicano que abalou o mundo do atletismo nos últimos anos vai participar de uma "corrida" de 800m no dia 13 de julho. Mas, a prova não será válida pelos Jogos Olímpicos, e sim para uma promoção da CarMax, a maior revendedora de carros usados nos Estados Unidos.  A prova será realizada diretamente da casa do ex-atleta

O jamaicano apostará corrida com um cliente da marca, que receberá uma oferta online instantânea de um veículo em seu celular ao mesmo tempo que Bolt corre na pista. O evento será transmitido em sua página no Facebook. A oportunidade agradou ao corredor de 34 anos, que saiu de sua zona de conforto e começou a treinar para uma categoria que é medida em minutos, e não em segundos. Serão duas voltas de 400m. 

"Estou animado de estar treinando e apenas correndo e vendo o que posso fazer", disse Bolt à NBC Sports. Segundo ele, seu melhor tempo nesse tipo de prova é de 2min5s. Mas há uma diferença: ele fez isso sem seus tênis de corrida. "Se eu colocar os espigões, eu consigo correr abaixo dos dois minutos", afirmou.

O recorde mundial para a prova dos 800m pertence ao queniano David Rudisha, que marcou 1min40s91 nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. No entanto, Bolt não parece muito preocupado com isso. Apesar de admitir que sente um pouco de falta das corridas, o jamaicano vem atuando como produtor musical e criando uma família desde que se aposentou, há quatro anos, logo após os Jogos do Rio. Além da filha Olympia Lightning, ele e Kasi Bennett, sua parceira, acabaram de dar as boas-vindas aos gêmeos Saint Leo e Thunder.

O ex-atleta também disse gostar de futebol, esporte no qual tentou ser profissional, mas encerrou a curta carreira na Austrália no início de 2019. Uma de suas vontades é conhecer o craque do PSG, Kylian Mbappé. O motivo? "Porque ele é rápido". Obviamente, Bolt não deixou de mencionar que acompanha uma boa corrida de atletismo. 

Andar em sua bicicleta de spinning e correr volta após volta na pista, sem parar, são formas que ele achou de se preparar para seu próximo desafio. Bolt explicou que o treino serve "só para preparar minhas pernas para o ácido láctico e meus pulmões para o ar que preciso".

O recordista mundial dos 100m e 200m deixou claro que essa volta surpresa não indica que ele vai retornar à carreira profissional. "Esse é apenas um desafio único para ver se eu ainda consigo". Quando perguntado sobre o 'se' que usou, Bolt disse rindo que está tentando ser "humilde e tranquilo."

Tudo o que sabemos sobre:
Usain BoltOlimpíada 2020 Tóquio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.