Jonne Rorirz/COB e Gaspár Nóbrega/COB
Jonne Rorirz/COB e Gaspár Nóbrega/COB

Jogos da madrugada na Olimpíada 2020: Martine e Kunze são bicampeãs; Alison conquista bronze inédito

Confira os principais destaques da madrugada olímpica em Tóquio

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de agosto de 2021 | 05h40

Na última semana de competições em Tóquio, o Brasil mostrou sua força na vela em Jogos Olímpicos. Nesta terça-feira, dia 3, Martine Grael e Kahena Kunze mantiveram a tradição de medalha para o País na modalidade e se sagraram bicampeãs olímpicas na classe 49er FX. Com um ótimo desempenho na regata decisiva, a dupla terminou à frente de Alemanha e Holanda, que ameaçavam tirar o lugar mais alto do pódio das brasileiras. Alemãs e holandesas foram prata e bronze, respectivamente. As meninas do Brasil fizeram história. 

Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan também foram para a água na Baía de Enoshima e venceram a última regata antes da medal race da classe 470. A dupla subiu para a quinta posição na classificação geral, com chances matemáticas de brigar por medalha 

No atletismo, o Brasil também teve um dia histórico. Alison dos Santos, de 21 anos, conquistou a medalha de bronze nos 400m com barreiras, o primeiro pódio brasileiro na prova em Jogos Olímpicos. O paulista finalizou o percurso em 46s72, quebrando mais uma vez a melhor marca sul-americana da categoria. O ouro ficou com o norueguês Karsten Warholm, que cravou 45s94 e registrou novo recorde mundial. A medalha de prata foi para o americano Rai Benjamin, com 46s17.

Confira outros destaques da madrugada olímpica:

Ginástica

Após ficar fora de cinco finais da ginástica artística, Simone Biles foi o centro das atenções do Centro de Ginástica de Ariake para a decisão na trave. Com uma apresentação simples e correta, a americana faturou a medalha de bronze com uma nota 14.000

Empilhando medalhas, a China colocou duas competidoras ao lado de Biles no pódio. O ouro foi para Chenchen Guan, com 14.633 de pontuação, enquanto Xijing Tang levou o bronze ao cravar 14.233. 

Recuperada de uma lesão no tornozelo sofrida durante uma apresentação no solo na fase classificatória, a brasileira Flávia Saraiva fez uma apresentação sem muito brilho e com erros. A ginasta recebeu 13.133 de nota, terminando apenas na sétima colocação.

Boxe

A boxeadora Beatriz Ferreira venceu Raykhona Kodirova, do Usbequistão, pelas quartas de final dos pesos leves (até 60kg). A brasileira superou a adversária por 5 a 0, em decisão unânime dos jurados. Com a vaga na semifinal, a pugilista garantiu ao menos o bronze, uma vez que não há disputa de terceiro lugar na modalidade. 

No masculino, Wanderson de Oliveira e Abner Teixeira foram parados por cubanos.  O primeiro, na categoria pesos leves (até 63kg), foi derrotado por Andy Cruz por por 4 a 1, e ficou fora do pódio. Já o segundo, competindo nos pesos pesados (até 91kg), perdeu para Julio La Cruz pelo mesmo placar do compatriota e ficou com o bronze

Canoagem

Favorita ao ouro, a dupla Isaquias Queiroz e Jacky Godmann não conseguiu superar os adversários no canal Sea Forest e terminou em quarto lugar na final do C2 1000 metros, com o tempo de 3min27s03. O primeiro lugar ficou com os cubanos Serguey Torres Madrigal e Fernando Dayan Jorge Enriquez, que venceram após grande arrancada no terço final, registrando novo recorde olímpico: 3min24s995. Logo atrás vieram os chineses Hao Liu e Pengfei Zheng, com 3min25s98. O bronze foi para os alemães Sebastian Brendel e Tim Hecker, com 3min25s615. 

Vôlei

seleção brasileira masculina de vôlei confirmou o favoritismo e superou o Japão por 3 sets a 0, com parciais de 25/20, 25/22 e 25/20, garantindo vaga na semifinal na Olimpíada. O Brasil disputa uma vaga na final contra o Comitê Olímpico Russoalgoz dos brasileiros na fase de grupos em Tóquio e também na final de Londres-2012

Vôlei de praia

A trajetória de Ana Patrícia e Rebecca chegou ao fim nesta terça-feira. Com erros cruciais, a dupla foi derrotada pela Suíça nas quartas de final do vôlei de praia por 2 sets a 1 (21/19, 18/21 e 15/12). Como Ágata e Duda, e Evandro e Bruno Schmidt também já foram eliminados, a última esperança de medalha na modalidade para o Brasil é com Alison e Álvaro, que disputam as quartas de final na noite desta terça-feira contr Martins Plavins e Edgars Tocs, da Letônia. 

Basquete

O Dream Team segue com o sonho do tetracampeonato olímpico vivo. Com uma grande exibição do ala Kevin Durant, autor de 29 pontos, a seleção americana de basquete derrotou a Espanha por 95 a 81 e garantiu vaga na semifinal da Olimpíada. O adversário dos EUA será a equipe vencedora do confronto entre Austrália Argentina, que jogam ainda nesta terça-feira. 

Luta olímpica

A brasileira Laís Nunes estreou nesta terça na categoria até 62kg da luta olímpica em Tóquio. Em uma chave difícil, ela foi derrotada com placar de 4 a 1 para a búlgara Taybe Mustafa Yusein, uma das favoritas ao ouro. Mesmo com a derrota, a lutadora pode ganhar o direito de disputar a repescagem caso a algoz chegue à final. Após vencer a brasileira, Yusein derrotou Bolortuya Khurelkhuu, da Mongólia, pelas quartas de final e enfrenta a japonesa Yukako Kawai nas semifinais. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.