Marcio Dolzan/Estadão
Marcio Dolzan/Estadão

Jornalistas estrangeiros ficam presos em elevador do Maracanã

Técnicos precisaram entrar em ação para abrir o local

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

05 de agosto de 2016 | 17h20

Cinco jornalistas estrangeiros ficaram presos por 30 minutos no elevador de acesso da Tribuna de Imprensa do Maracanã, que nesta noite sediará a Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos do Rio-2016. Ao deixarem o elevador - que foi aberto com o auxílio de três técnicos - um deles exibia um papel com a inscrição "SOS".

Segundo Peng Chen, repórter do jornal chinês Tianjin Daily, o grupo ficou preso no local por meia hora. "Estava bem frio", disse, procurando demonstrar bom humor. A temperatura externa no Rio é de 28 graus no momento. Chen, que suava muito ao conseguir deixar o elevador, era quem segurava o cartaz com pedido de socorro.

Ao ser aberto pelos técnicos, o elevador se encontrava cerca de 20cm abaixo do nível da porta.

Esse foi o segundo incidente com elevadores em estádios da Olimpíada em apenas dois dias. Na quinta-feira, alguns jornalistas ficaram presos em um dos equipamentos do Estádio Olímpico, o Engenhão. Naquele dia, um dos portões do estádio precisou ser aberto com um alicate porque os organizadores perderam a chave do cadeado.

 

PARTICIPE

Quer saber tudo dos Jogos Olímpicos do Rio? Adicione o número (11) 99371-2832 aos seus contatos, mande um WhatsApp para nós e passe a receber as principais notícias e informações sobre o maior evento esportivo do mundo através do aplicativo. Faça parte do time "Estadão Rio-2016" e convide seus amigos para participar também!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.