Kaká pode disputar os Jogos Olímpicos pelo Brasil

Jogador brasileiro pedirá para ser liberado se o Milan não se classificar para a Liga dos Campeões

Luis Augusto Monaco, Jornal da Tarde

13 de maio de 2008 | 09h42

Se Dunga quer voltar a ter esperança de contar com Kaká nos Jogos Olímpicos de Pequim já tem programa para domingo: torcer para o Milan não ultrapassar a Fiorentina na luta pela quarta e última vaga para a Liga dos Campeões. O time está em quinto lugar, dois pontos atrás da Fiorentina, e falta apenas uma rodada - o Milan receberá a Udinese, e a equipe de Florença jogará fora de casa contra o Torino. A direção do Milan já deixou bem claro que não liberará o craque se o time tiver de disputar a fase preliminar da Copa dos Campeões, porque os jogos serão em agosto - durante o período da Olimpíada. E está amparado pelo regulamento da Fifa, que determina que os clubes não são obrigados a ceder jogadores com mais de 23 anos de idade para a Olimpíada. Mas se o time ficar em quinto lugar a situação pode mudar de figura por vontade de Kaká. Ele estava conformado em não ir a Pequim para ajudar o Milan a se classificar para a fase de grupos da Copa dos Campeões - o que representa a entrada de muito dinheiro para o clube -, mas se o destino lhe reservar a Copa da Uefa ele já disse aos dirigentes que gostaria de ter autorização para participar da Olimpíada. Quatro anos atrás, o Milan não liberou Kaká para disputar o Pré-Olímpico no Chile. O Brasil fracassou e o craque, que tinha 21 anos, não pôde realizar o sonho de ir a uma Olimpíada. Entrar para a história como a estrela da primeira Seleção a ganhar a medalha de ouro para o Brasil é algo que motiva Kaká. E ele quer ter essa chance. HERDEIRO ESTÁ CHEGANDOSe o Milan ficar em quinto não é certo que o craque será cedido para Dunga, mas pelo menos haverá espaço para uma negociação. O clube pode alegar que gostaria que seu astro descansasse para entrar tinindo na próxima temporada, já que nesta teve alguns problemas físicos. Mas se a vontade de Kaká for levada em conta a Seleção Olímpica ganhará um reforço e tanto - ainda mais que a presença de Robinho está perigando por causa da possibilidade de ele ter de ser submetido a uma cirurgia no púbis. O primeiro filho de Kaká nascerá no fim do mês ou no começo de junho. E deve se chamar Lucca.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.