Jason Cairnduff/Reuters
Jason Cairnduff/Reuters

Lauro César Chaman é bronze no ciclismo de estrada da Paralimpíada

Atleta conquistou a primeira medalha do Brasil na modalidade

Estadão Conteúdo

14 Setembro 2016 | 16h03

O primeiro dia do ciclismo de estrada na Paralimpíada do Rio teve um brasileiro no pódio. Nesta quarta-feira, na estreia da modalidade nos Jogos, Lauro César Chaman superou as expectativas e conquistou a medalha de bronze na classe C5, na prova de contrarrelógio.

Chaman completou o percurso no tempo de 37min37s43, pouco mais de quatro segundos atrás do australiano Alistair Donohoe, que fez 37min33s36 e ficou com a prata. A vitória e a medalha de ouro ficaram com o ucraniano Yehor Dementyev, que cravou a marca de 36min53s23.

A prova de contrarrelógio da Paralimpíada é dividida em duas partes de 15 quilômetros. Na primeira, Lauro César cravou a terceira marca, com 19min16s03. Na segunda, fez o segundo melhor tempo, com 18min21s40, mas no resultado final, acabou mesmo com o bronze.

Nas outras classes com participação de brasileiros, nenhuma medalha. Na categoria H1-2-3, entre as mulheres, Jady Martins Malavazzi terminou na sexta posição, com o ouro indo para a britânica Karen Darke. Já na categoria B, Marcia Fanhani foi somente a penúltima colocada entre as 17 competidoras. A irlandesa Katie George Dunlevy ficou com o ouro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.