Gaspar Nóbrega/ COB
Gaspar Nóbrega/ COB

Leticia Bufoni revela nas redes sociais mágoa com o medalhista Kelvin Hoefler na Olimpíada de Tóquio

Skatista diz que colega, dono da prata, nunca frequenta mesmas atividades que demais integrantes da delegação brasileira da modalidade: 'Ele não gosta de estar com a gente'

Paulo Favero, enviado especial em Tóquio, O Estado de S.Paulo

25 de julho de 2021 | 05h12

Após a primeira medalha do Brasil nos Jogos de Tóquio, a skatista Letícia Bufoni fez uma postagem parabenizando o medalhista de ouro Yuto Horigome, do Japão, e também já havia mandado mensagens de incentivo para Felipe Gustavo e Giovanni Vianna, outros dois brasileiros na prova. Mas a ausência do medalhista de prata Kelvin Hoefler nesta lista intrigou seus seguidores. Até que ela explicou o motivo.

"Estão me perguntando por que não posto o Kelvin nos meus stories. O Kelvin, pelo que vocês perceberam, ele nunca está com a gente nos 'rolês', ele nunca faz parte das nossas atividades por uma opção dele. Ninguém tem nada contra ele, pelo contrário, está todo mundo aqui comemorando que o Brasil ganhou uma medalha. Respeito muito a história dele, mas, infelizmente, ele não gosta de estar com a gente", comentou Bufoni, que compete nesta segunda-feira na Olimpíada.

Kelvin admitiu que a relação com a atleta esfriou nos últimos anos, apesar de eles terem sido bem próximos por um tempo. "Eu cresci junto com a Letícia também, a tia dela morava na rua da minha casa. Um tempo depois a gente era muito próximo, ela foi para os Estados Unidos e eu fiquei no Brasil. Aí a gente perdeu um pouco do contato", comentou.

Kelvin não se mostrou incomodado com a ausência da torcida de Bufoni na prova. "É a mesma família, mas sou mais pacato, fico mais no meu canto, bem quieto na minha, não sou muito extrovertido, prefiro analisar as coisas", concluiu o skatista, que garantiu estar na torcida por sua amiga Pamela Rosa, outra brasileira que compete no skate. "Já estou nervoso", avisou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.