Liu Xiang não vai pedir pagamento de seguro

Segundo informações da própria seguradora, o atleta não está disposto a solicitar o pagamento da apólice

ANSA

20 de agosto de 2008 | 10h52

O atleta chinês Liu Xiang, medalhista dos 110 metros com barreira que foi obrigado a abandonar as olimpíadas por causa de uma contusão, não vai pedir que seja paga a apólice de 100 milhões de yuans (dez milhões de euros) da seguradora Ping An. Segundo uma declaração divulgada pela seguradora, a Administração Central para o Esporte e o próprio Liu Xiang não têm intenção de pedir o pagamento da apólice. A Administração acrescentou que neste momento o seu papel é "ajudar Liu Xiang a se recuperar da contusão". A seguradora afirma que "continuará a apoiar" Liu e os outros atletas chineses com os quais tem contrato. A desistência de Liu, na última segunda-feira, deixou em desespero os torcedores chineses, que viram desaparecer a melhor chance de medalha do país na atlética. Milhões de mensagens surgiram em poucas horas na internet, algumas das quais, sem qualquer prova, falavam de um "complô" dos patrocinadores para tirar Liu dos Jogos e mostrar que ele era um atleta "acabado".  Liu Xiang foi o ganhador da primeira medalha de ouro olímpico da China no atletismo, na prova dos 110 metros com barreira em Atenas-2004, e é um dos atletas mais populares do país. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.