Elsa|AFP
Elsa|AFP

Lorrane cai de cara e fica em último na American Cup

Ginásta brasileira erra num giro e não consegue segurar a barra

Estadão Conteúdo

05 de março de 2016 | 21h25

A brasileira Lorrane Oliveira caiu de cara no chão na disputa das barras assimétricas e terminou em último lugar na American Cup, etapa da Copa do Mundo de Ginástica Artística que tem disputas apenas no individual geral e é disputada em Newark, nos Estados unidos.

A brasileira de 17 anos errou um giro, não conseguiu segurar a barra mais alta e caiu de bruços. Ela ainda voltou e completou a rotina, anotando a pontuação de 11.566, a pior dentre as participantes no aparelho e fechando a sua participação com 50.298 pontos. A campeã foi a norte-americana Gabrielle Douglas (60.165), seguida pela compatriota Maggie Nichols (59.699) e pela canadense Elsabeth Black (57.132).

Lorrane não teve realmente um bom dia. Ela também errou na disputa no solo, no qual caiu duas vezes contabilizando a nota 11.466, e na abertura da trave, aparelho no qual fechou com 12.400. O melhor desempenho foi no salto, em que fez 14.666.

No masculino, o Brasil também não teve um bom desempenho. Lucas Bitencourt foi o último colocado, com a pontuação geral de 76.998. O japonês Ryohei Kato ficou com o ouro com 88.931, seguido pelo norte-americano Donnell Whittenburg (88.565) e pelo chinês Wei Sun (87.665) completando o pódio.

Na primeira edição da American Cup, há 40 anos, Nadia Comaneci, considerada a maior ginasta de todos os tempos, começou encantar o mundo ao conquistar duas notas 10 em suas apresentações na trave. Com o gabarito de ter revelado Comaneci, quando ainda era disputado no Madison Square Garden, nos EUA, o torneio segue como um dos mais importantes do calendário internacional, reunindo boa parte da elite da ginástica artística.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.