Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Lucas Prado conquista seu segundo ouro na Paraolimpíada

Brasileiro vence os 200 metros rasos da categoria T11 com novo recorde mundial; Daniel Silva é quarto

Redação,

13 de setembro de 2008 | 00h01

O atletismo brasileiro voltou ao lugar mais alto do pódio nos Jogos Paraolímpicos de Pequim. E a conquista novamente chegou com Lucas Prado. Na manhã deste sábado (madrugada no Brasil), o atleta ganhou com folga a disputa dos 200 metros rasos da categoria T11, para atletas cegos.  Veja também: Terezinha Guilhermino conquista o bronze nos 400 metros T12Números da história do Brasil na Paraolimpíada  Vote: Brasil terminará entre os 10 primeiros no quadro? Lucas Prado completou a prova com o tempo de 22s48, novo recorde mundial e paraolímpico. O segundo lugar ficou com o angolano José Armando, com 22s70. O cubano Arian Izanaga ficou com o bronze, com 22s79. O outro brasileiro da disputa, Daniel Silve, ficou em quarto, com 23s38. Considerado o mais veloz dos atletas paraolímpicos, Prado, de 23 anos, já havia conquistou a medalha de ouro nos 100 metros rasos dos Jogos de Pequim. Nessa prova, ele também cravou o recorde mundial com o tempo de 11s03. Prado perdeu 90% a visão há cinco anos, quando trabalhava em um banco e teve deslocamento da retina. Em 2006, ele acabou perdendo toda a visão. Atualmente, ele treina em Joinville, em Santa Catarina, com o acompanhamento do guia Justino Barbosa. Os ouros em Pequim são as principais conquistas da carreira de Prado. No ano passado, ele brilhou no Parapan do Rio de Janeiro ao levar ouro nos 100 m, 200 m e 400 metros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.