Maiô tecnológico pode tirar atenção de doping, alerta Gary Hall

Norte-americano espera que a Federação Internacional de Natação intensifique o controle nos atletas

Martin Petty, Reuters

30 de abril de 2008 | 17h48

Um novo maiô tecnológico pode servir como "distração conveniente" para casos de doping nos Jogos Olímpicos de Pequim, disse nesta quarta-feira o nadador norte-americano Gary Hall Jr., dono de cinco medalhas olímpicas de ouro, alertou que há um risco de que os casos de doping sejam ofuscados devido à atenção que desperta o controverso maiô da Speddo LZR Racer, que foi desenvolvido com ajuda da Nasa.   Veja também: Confira os recordes e entenda como funciona o maiô"Claro que há algo além da tecnologia", disse Hall em entrevista por telefone. "Não quero que isso tire a atenção das performances, mas existe o doping no esporte", acrescentou. "Isso é uma distração conveniente para as pessoas que se dopam e para quem não está controlando isso." O LZR foi aprovado pela Federação Internacional de Natação (Fina) no ano passado. A empresa fabricante do material diz que a roupa pode melhorar em até 2 por cento os tempos dos atletas. Hall, que em Pequim tentará se tornar o primeiro nadador a vencer a mesma prova em três Olimpíadas seguidas, acrescentou: "Acho que realmente existe algo com a roupa. Mas se as pessoas não pensarem no doping no esporte, então elas são tolas." O atleta de 33 anos, que foi suspenso do esporte em 1998 por uso de maconha, disse que a natação não corre risco de perder credibilidade por ter testes antidoping rigorosos o bastante. "Vejo a natação cometendo os mesmos erros do ciclismo e do beisebol", disse Hall, que venceu os 50 metros livre nas Olimpíadas de Sydney e Atlanta. "Eles estão mais preocupados em testar alguém para remédio de gripe do que aqueles que estão tomando substâncias sintéticas."

Tudo o que sabemos sobre:
NataçãoPequim 2008LZR Racerdoping

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.