Divulgação
Divulgação

Mais de 220 mil ingressos não foram usados no Rio-2016 pelo público

Para os organizadores, muitas pessoas compram ingressos apenas para entrar no parque olímpico

Jamil Chade, Estadão Conteúdo

18 Agosto 2016 | 12h11

Onze por cento dos ingressos comprados para a Olimpíada do Rio não foram usados, o que em parte explica estádios vazios em diversas modalidades no evento olímpico. Os dados são do diretor de Comunicações do Rio-2016, Mario Andrada.

No total, 5,1 milhões ingressos foram vendidos pelos organizadores. Mas, desse total, 11% não foram usados pelas pessoas ou empresas que adquiriram as entradas.

Mesmo entre as pessoas que compraram na bilheteria do parque olímpico, 7% não entraram nos ginásios. Para os organizadores, isso prova a tese de que muitas pessoas compram ingressos apenas para entrar no parque olímpico.

Mais da maioria dos ingressos para crianças de escolas da rede pública também não foi usado. Segundo Andrada, 280 mil pessoas foram beneficiadas pelo programa, mas 55% dos ingressos acabaram não sendo usados.

A organização argumentou que alguns fatores pesaram para essa ausência: esportes pouco conhecidos no Brasil, horários incomuns e o interesse da torcida para assistir apenas os atletas brasileiros. Apesar da ausência de milhares de pessoas, o Rio-2016 comemorou o fato de ter obtido a renda esperada com os ingressos.

PARTICIPE

Quer saber tudo dos Jogos Olímpicos do Rio? Mande um WhatsApp para o número (11) 99371-2832 e passe a receber as principais notícias e informações sobre o maior evento esportivo do mundo através do aplicativo. Faça parte do time "Estadão Rio 2016" e convide seus amigos para participar também!

Mais conteúdo sobre:
Jogos Olimpicos Rio-2016 Brasil Olimpíada

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.