Divulgação
Divulgação

Manuella Lyrio supera Missy Franklin e vai à final em Orlando

Nadadora brasileira tem o segundo melhor tempo nos 200m livre

Estadão Conteúdo

03 de março de 2016 | 16h22

Ainda eram só as eliminatórias, mas Manuella Lyrio conseguiu um resultado expressivo nesta quinta-feira, na abertura da etapa de Orlando do Pro Swim, principal circuito norte-americano de natação. A atleta da seleção brasileira deixou para trás duas das estrelas do esporte na atualidade, Missy Franklin e Allison Schmitt, ao fazer o segundo melhor tempo dos 200m livre. Ficou atrás só da grande nadadora do momento, a também americana Katie Ledecky.

Manuella, que já tem índice para os Jogos Olímpicos do Rio, nadou as eliminatórias em 1min59s29, sendo seguida exatamente de Franklin e Schmitt. O índice para o Rio-2016, como comparativo, é 1min58s96. A expectativa, porém, é que a brasileira melhor o tempo da manhã na final, marcada para a noite.

No total, oito brasileiros vão disputar finais no primeiro dos três dias de competições em Orlando. Nicolas Oliveira fez a segunda melhor marca na versão masculina dos 200m livre (1min49s05), enquanto João de Lucca avançou com o oitavo tempo (1min46s42).

A final dos 100m peito terá João Luiz Gomes Jr (1min00s55) e Felipe Lima (1min01s96). Já Henrique Martins fez o melhor tempo dos 100m borboleta (52s99), superando inclusive Michael Phelps, que ficou em terceiro. Thiago Pereira vai nadar a final B (53s68) junto com Nicholas Santos (52s31). No Maria Lenk, os três prometem brigar para nadar o borboleta no revezamento 4x100m medley.

O Brasil ainda teve Jessica Cavalheiro em 11.º e Joanna Maranhão em 21.º nos 200m livre (respectivamente nas finais B e C), Henrique Rodrigues em 20.º e Marcos Macedo em 25.º nos 100m borboleta (também nas finais B e C). Thiago Pereira fez só o 11.º tempo nos 400m medley, enquanto Joanna Maranhão nem nadou a prova.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.