Marcos Alves leva mais um bronze no hipismo em Pequim

Cavaleiro foi o terceiro no estilo livre com músca; também brasileiro Davi Mesquita ficou na 15.ª colocação

EFE

11 de setembro de 2008 | 12h26

O cavaleiro brasileiro Marcos Alves, o Joca, conquistou nesta quinta-feira, a medalha de bronze na competição do estilo livre com música, na categoria Ib dos Jogos Paraolímpicos de Pequim, em competição no centro hípico de Sha Tin, em Hong Kong. Montando Luthenay - animal presenteado pelo cavaleiro Álvaro de Miranda Neto, o Doda - Joca obteve 67,333 pontos, ficando atrás apenas dos britânicos Lee Pearson e Ricky Balshaw, que ficaram com 77,057 e 70,444 pontos, respectivamente. Este é o segundo bronze de Joca em Pequim, após a conquistada na última terça. Hoje, na mesma prova, outro brasileiro, Davi Mesquita, ficou em 15.º com 54,444 pontos. "É uma vitória levar uma equipe do país aos Jogos. Mas, além disso, nosso objetivo era conseguir alguma medalha, sabendo que é a primeira vez que o Brasil leva mais de um cavaleiro à competição", disse a chefe da equipe brasileira, Marcela Pimentel. O Brasil é o único país sul-americano a competir no adestramento dos Jogos Paraolímpicos. Outro brasileiro, Sérgio Oliva, terminou em oitavo na categoria Ia, montando Neho de la Jonchere. Sua pontuação total foi de 63,556. Nesta categoria, os britânicos levaram ouro e prata, com os conjuntos Sophie Christiansen/Lambrusco III e Anne Dunham/Teddy, com 76,166 e 73,333 pontos, respectivamente. O bronze foi para Laurentia Tan, de Cingapura, montando Nothing to Lose, que ficou com 70,167 pontos. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.