Medalhista é recebido como herói no Afeganistão

Primeiro medalhista olímpico da história do Afeganistão, o lutador de tae kwon do Rohullah Nikpai, bronze na categoria até 58kg nos Jogos de Pequim, foi recebido como herói, nesta quinta-feira, no retorno a Cabul.No aeroporto da capital afegã, o atleta de 21 anos foi recebido pelo vice-presidente do país, Mohammad Karim Khalili, e por cerca de 5 mil pessoas. Os fãs cantavam "Nikpai, orgulho da nação" e "Vida longa ao Afeganistão". Helicópteros sobrevoaram a cidade despejando milhares de folhetos com a imagem do medalhista - na decisão do bronze, ele derrotou o atual campeão mundial, o espanhol Juan Antonio Ramos. Nikpai desfilou do aeroporto até o Estádio Nacional de Cabul. A cerimônia de recepção, em que o lutador exibiu a medalha de bronze, foi transmitida em rede nacional. "Espero que essa medalha seja uma mensagem de paz ao povo do Afeganistão", discursou.Tanto o lutador quanto os outros três atletas que formaram a delegação afegã em Pequim - dois no atletismo e outro no tae kwon do - ganharam uma viagem para Meca, cidade sagrada dos muçulmanos.Como único medalhista, Nikpai conquistou outros agrados. De uma companhia telefônica, recebeu US$ 20 mil. E nesta sexta-feira, foi agraciado com mais US$ 10 mil, concedidos pelo Comitê Olímpico Afegão. O presidente Hamid Karzai ainda ofereceu uma casa ao lutador, que também ganhou um carro de uma empresa afegã com sede em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.