Dylan Martinez/Reuters
Dylan Martinez/Reuters

Medalhista olímpica Caterine Ibargüen se candidata ao Senado nas eleições colombianas

Campeã olímpica do salto triplo na Rio-2016, atleta anunciou aposentadoria do esporte após os Jogos de Tóquio

AFP, O Estado de S.Paulo

20 de outubro de 2021 | 19h07

A saltadora colombiana Caterine Ibargüen, campeã olímpica de 2016, anunciou, nesta quarta-feira, sua candidatura ao Senado nas eleições de março de 2022 por um partido atormentado por escândalos de corrupção.

“Acredito que o esporte tem muito o que fazer como plataforma de mudança, por isso hoje coloco minha imagem para trabalhar pelo esporte”, disse Ibargüen, durante sua apresentação como principal cartada do Partido de la U (Partido Social da Unidade Nacional) na próxima campanha para o Congresso.

Símbolo de várias marcas internacionais, Ibargüen é a maior figura do atletismo colombiano. A carismática saltadora conquistou a medalha de ouro do salto triplo na Rio-2016 e a de prata em Londres-2012.

No início de agosto, ela anunciou sua aposentadoria das competições olímpicas após sua participação nos Jogos de Tóquio, nos quais não chegou ao pódio.

Ibargüen fará sua estreia na política com o apoio do Partido de la U, grupo fundado em 2005 para promover a reeleição do então presidente Álvaro Uribe (2002-2010) e que posteriormente abrigou seu sucessor Juan Manuel Santos (2010-2018 )

O ex-senador Bernardo Elías, uma de suas principais figuras, foi condenado este ano por receber propina da multinacional brasileira Odebrecht. Enquanto seu escudeiro no parlamento, Musa Besaile, está na prisão por supostamente subornar magistrados para desviar as investigações contra ele.

Quatro outros parlamentares eleitos em 2006 também foram condenados por contar com o apoio de grupos paramilitares de extrema direita.

Hoje o movimento tem 39 dos 280 assentos e declarou sua independência do governo do conservador Iván Duque.

Ao chegar ao Senado, Ibargüen se tornaria a segunda medalhista olímpica com assento na legislatura colombiana. A halterofilista María Isabel Urrutia, que conquistou o primeiro ouro olímpico para o país sul-americano em Sydney-2000, ocupou uma cadeira na câmara baixa do parlamento entre 2002 e 2010.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.