Dida Sampaio|Estadão
Dida Sampaio|Estadão

Ministro diz que protestos não afetam Olimpíada e prevê Rio-2016 unindo o Brasil

George Hilton não viu reclamações contra os Jogos

Fábio Grellet, Estadão Conteúdo

14 de março de 2016 | 17h16

O ministro do Esporte, George Hilton, afirmou nesta segunda-feira que os protestos promovidos no último domingo no Brasil não tiveram como alvo a Olimpíada e que o evento pode unir o País. "Ninguém citou Olimpíada, ninguém citou as obras. A população está irritada com a situação do País, mas ninguém relacionou com a Olimpíada", afirmou, durante visita a instalações olímpicas no Rio de Janeiro.

"A Olimpíada mostra que, mesmo em uma situação adversa, o Brasil tem forças para realizar um evento como esse. Após as manifestações de ontem, digo que a Olimpíada será um grande momento para unificar o Brasil", disse Hilton.

O ministro visitou na manhã desta segunda-feira a Vila Olímpica, na Barra da Tijuca (zona oeste). "Estamos bem atentos a tudo, as coisas estão fluindo nas obras. Estive (também) em Deodoro. Há uma evolução grande e o parque de hipismo começa a ter uma evolução muito grande. Estamos fazendo uma pressão grande nas empresas que estão responsáveis por isso e vão entregar tudo no tempo", previu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.