Mirando estreia olímpica, Valéria Kumizaki fatura prata no Mundial de Caratê

Brasileira foi derrotada pela francesa Emilie Thouy na final até 55kg

Estadão Conteúdo

29 Outubro 2016 | 10h46

Valéria Kumizaki recebeu, neste sábado, a primeira medalha do Brasil no ciclo olímpico que vai culminar com os Jogos de Tóquio, em 2020. Na primeira edição do Mundial de Caratê como modalidade olímpica, a brasileira chegou até a final da categoria até 55kg e acabou com a prata.

Na decisão deste sábado, em Linz, na Áustria, Kumizaki foi vencida pela francesa Emilie Thouy, que acertou dois golpes para conquistar o título mundial pela primeira vez - ela fora prata em 2014.

O Mundial de Caratê é disputado a cada dois anos e Valéria chegou a Linz como uma das favoritas ao título, segunda colocada no ranking mundial da categoria até 55kg, que, na Olimpíada, será fundida com a categoria mais leve. Ainda neste sábado, Vinicius Figueira disputa o bronze no peso até 67kg, também olímpico.

De qualquer forma, o Brasil já faz campanha pior do que a do Mundial de 2014, quando ganhou um ouro e um bronze. Douglas Broose, medalhista nas últimas quatro edições do torneio, desta vez perdeu na segunda rodada. Em 2012, o País ganhou uma prata, apenas.

Mais conteúdo sobre:
karate valeria kumizaki Áustria

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.