Mongólia espera conquistar primeiro ouro nos Jogos de Pequim

Delegação do país acredita que pode tirar vantagem do fato de não precisar se adaptar ao fuso horário na China

EFE,

29 de julho de 2008 | 14h09

A Mongólia sonha com a obtenção de duas medalhas nos Jogos Olímpicos de Pequim, entre elas o primeiro ouro de sua história. A delegação do país espera tirar vantagem de não precisar de adaptação ao fuso horário.O presidente do Comitê de Estado de Cultura Física e Esportes da Mongólia, Choijgavaa Naranbataar, disse à agência chinesa Xinhua que o país conseguiu classificar 29 esportistas para os Jogos de Pequim - um número que traz sorte, pois esta será a 29ª edição do evento.Naranbataar lembrou que a capital da Mongólia, Ulan Bator, fica perto de Pequim, o que ajudará os atletas. O país competirá em esportes como boxe, judô e luta, e sonha com o primeiro ouro - já levou 15 medalhas na história olímpica, mas nenhuma dourada.

Tudo o que sabemos sobre:
Pequim 2008Mongólia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.