Morales se diz envergonhado por delegação olímpica de 6 atletas

O presidente boliviano, Evo Morales,disse nesta segunda-feira que se sente "envergonhado" pelaincapacidade da Bolívia de enviar uma delegação numerosa e dealto nível competitivo aos Jogos Olímpicos de Pequim. O presidente, que é apaixonado por futebol, fez suaconfissão ao se despedir da delegação boliviana, que tem apenasseis atletas e 15 dirigentes técnicos. "Muito sincero como sempre, me sinto muito envergonhado porenviarmos uma pequena delegação e acredito que como autoridadestemos muito que debater sobre as políticas do esporte", disseMorales em um breve ato no palácio presidencial Quemado,segundo informaram emissoras de rádio. Os seis atletas bolivianos em Pequim superaram a duraspenas as marcas mínimas fixadas pelo Comitê OlímpicoInternacional e admitiram que sua maior pretensão em Pequim émelhorar seu rendimento pessoal. No grupo se destacam três veteranos: o especialista em tiroesportivo César Menacho, de 43 anos, a nadadora KaterineMoreno, de 34, e a levantadora de peso Maria Teresa Monasterio,de 38. Junto a eles viajam a Pequim o corredor Fadrique Iglesias,que correrá os 800 metros planos, a maratonista Sonia Calisayae o nadador Miguel Angel Navarro. (Reportagem de Carlos Alberto Quiroga)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.