Ricardo Bufolin/Panamerica Press/CBG
Ricardo Bufolin/Panamerica Press/CBG

Na expectativa para competir em Tóquio, Simone Biles diz: 'Estou tentando me vencer'

Principal estrela da ginástica artística, americana de 24 anos 'ultrapassa os próprios limites' e chega à Olimpíada como favorita ao ouro

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de julho de 2021 | 02h44

Grande estrela da ginástica artística nos Jogos de Tóquio, a campeã olímpica Simone Biles está animada para continuar realizando feitos que antes eram "inimagináveis" no esporte. A poucos dias do início da Olimpíada, a americana sabe qual é a atleta que deseja vencer na capital japonesa: ela mesma. "Estou tentando ser melhor do que fui na última vez, então estou tentando me vencer", disse Biles à televisão NBC.

Depois de ficar 18 meses fora de ação, Biles voltou em grande estilo às competições em maio deste ano. A ginasta se tornou a primeira mulher a realizar um salto Yurchenko com duplo mortal carpado, com nota de dificuldade provisória de 6,6 pontos, a maior da ginástica artística. 

"É honestamente louco, mas estou muito animada porque sinto que ultrapassei meus limites", disse a atleta que deverá ser uma das principais estrelas dos Jogos de Tóquio.

Aos 24 anos, Biles atingiu o recorde de 25 medalhas no campeonato mundial, 19 das quais foram de ouro. Ela venceu todas as competições versáteis em que participou desde 2013. Na Olimpíada do Rio-2016, subiu quatro vezes ao lugar mais alto do pódio, além de um terceiro lugar. 

Já presente em solo japonês, Biles está hospedada com a equipe de ginástica dos EUA em um hotel de Tóquio, onde cumpre rígidos protocolos contra a covid-19 durante a concentração. Neste domingo, uma das atletas suplentes da equipe feminina testou positivo para o coronavírus. Não há mais informações de contaminação no grupo americano. Até ontem, 58 pessoas já tinham testado positivo para a doença, entre elas quatro atletas.  

A competição de ginástica de Tóquio começa no sábado, dia 24 de julho, com a fase de qualificação masculina. A competição feminina tem início marcado para um dia depois. /COM INFORMAÇÕES DA REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.