'Não foi nosso dia', diz Emanuel após derrota na semifinal

Ricardo e Emanuel perderam a chance detentar alcançar o bicampeonato olímpico ao perder na semifinalnesta quarta-feira, dia em que a dupla não conseguiu atuar comovinha atuando antes na competição. "Não foi nosso dia", resumiuEmanuel após o jogo contra Márcio Araújo e Fábio Luiz. A dupla campeã olímpica perdeu por dois suados sets a zero,errando mais do que de costume e encarando um adversárioinspirado em bloqueios e defesas. "Eles jogaram muito bem, foram fortes em defesa e bloqueio.Jogaram uma partida espetacular e foi difícil para a gentereverter a situação", disse Emanuel, nove vezes campeão doCircuito Mundial. "Não foi nosso dia", acrescentou. Segundo ele, a derrota não é frustrante, mas a dupla veiocom expectativa de desempenhar uma boa partida. "Não jogamos como vínhamos jogando. Eles (Márcio e Fábio)fizeram a diferença", disse Emanuel, que até a derrota destaquarta-feira não tinha perdido em Pequim. Nas estatísticas da partida, o que sobressai são os dadosde bloqueio de Márcio e Fábio, que superaram os de Emanuel eRicardo, considerado o melhor bloqueador do mundo. Agora a dupla campeã olímpica disputará o bronze com seusparceiros de treino há quatro anos, os também brasileirosRenato Gomes e Jorge Terceiro, que representam a Geórgia. "Mesmo sendo amigos, vamos partir para cima. Vamos lutarpelo bronze como lutamos pelo ouro", disse Emanuel ao final dapartida pelas semifinais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.