Natália Falavigna perde e agora briga pelo bronze em Pequim

Na semifinal, brasileira é superada pela norueguesa Nina Solheim e diz adeus à chance do ouro na Olimpíada

Redação,

23 de agosto de 2008 | 06h16

A brasileira Natália Falavigna não tem mais chances de conquistar a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim. Neste sábado, ela foi derrotada na semifinal da categoria acima de 67 kg do tae kwon do pela norueguesa Nina Solheim e agora disputará a medalha de bronze com a sueca  atual campeã européia Karolina Kedzierska.   Veja também:A campanha brasileira na Olimpíada de PequimNo combate, a atleta do Brasil fez um primeiro round muito ruim e permitiu que a adversária ficasse em vantagem no marcador. No entanto, se recuperou o segundo assalto e deixou tudo igual. Como as duas fizeram um ponto no terceiro round, o combate foi para o 'golden point' (ponto de ouro).No desempate, as atletas ficaram apenas se estudando e não aplicaram nenhum golpe, tanto que acabaram sendo punidas pela arbitragem. O combate foi decidido pela opinião dos árbitros, que deram a vitória para a norueguesa por a considerarem mais combativa.Por enquanto, Natália tem um saldo de dois triunfos e um resultado negativo neste sábado. Antes de perder para Nina Solheim, ele havia batido a grega Kyriaki Kouvari e a australiana Carmen Marton.Campeã mundial em 2005 e bronze em 2007, Natália tenta trazer a primeira medalha para o Brasil na história do tae kwon do em Olimpíadas.A atleta é o principal nome do esporte no Brasil. Ela ficou em quarto lugar nos Jogos de Atenas, em 2004, após sofrer com uma contusão no pé.Natália começou a praticar esportes depois de ver Aurélio Miguel conquistar a medalha de ouro no judô nos Jogos de Seul, em 1988.No entanto, a paranaense não sabia em que modalidade competir, e antes de escolher o tae kwon do tentou o handebol, e mesmo depois de começar a lutar pensou em migrar para o tênis, mas acabou desistindo.   (texto atualizado às 8h10)   Com Efe

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.