Augusto Bizzi/ FIE
Augusto Bizzi/ FIE

Nathalie Moellhausen é 9ª na Copa do Mundo de Esgrima e garante vaga em Tóquio

Esgrimista ítalo-brasileira disputará sua segunda Olimpíada, buscando igualar ouro do Mundial da Hungria de 2019

Redação, Estadão Conteúdo

21 de março de 2021 | 17h48

Campeã do mundo e número 2 do ranking mundial, Nathalie Moellhausen terminou a sua participação na Copa do Mundo de Espada em nono lugar. Neste domingo, em Kazan, na Rússia, ela caiu nas oitavas de final para a sul-coreana Sera Song, na primeira competição que disputou após um ano de paralisação por conta da pandemia de covid-19. A esgrimista naturalizada brasileira já está oficialmente classificada para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

O ranking olímpico fecharia em março do ano passado. Das 23 competições que somam pontos, 22 já haviam sido disputadas e Nathalie estava em quarto lugar com 139 pontos, como melhor atleta das Américas. A rival mais próxima na disputa pela vaga do continente era a norte-americana Kelley Hurley, em 17.°, mas Estados Unidos e Canadá devem garantir vagas de equipes. Com isso, a segunda na disputa seria a venezuelana Maria Martínez, em 39.°.

Na Copa do Mundo de Espada, último torneio válido para o fechamento do ranking, Nathalie foi, novamente, a melhor das Américas. Esta foi a primeira competição dela após um ano parada. A última participação nas pistas tinha sido na etapa de Budapeste, na Hungria, da Copa do Mundo de 2020, no dia 8 de março. Desde então, só realizou treinamentos em Paris, na França, onde mora.

Nathalie iniciou as fases eliminatórias enfrentando a japonesa Honami Suzuki, número 63 do ranking. Em um confronto equilibrado, como habitualmente acontece nesta categoria, ela venceu por 10 a 9, na fase de 64. Na etapa seguinte, superou a norte-americana Margherita Guzzi Vincenti, 31.ª do ranking, por 11 a 10. Já nas oitavas de final, encarou a sul-coreana Sera Song, 47.ª da categoria, mas perdeu por 12 a 11.

EQUIPES - Nesta segunda-feira, a Copa do Mundo de Espada terá o início da disputa por equipes. Além de Nathalie, formam a equipe brasileira as esgrimistas Amanda Simeão e Marcela Silva, comandadas pelo técnico Marcos Cardoso. "Não há cobrança de resultados. Espero que joguem bem, sem medo de arriscar. O fato de já terem jogado é positivo, boa parte da ansiedade já foi descarregada", avaliou o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.