Nova geração forma pódio dos 100m livre no Open de Natação

Gabriel Santos, Pedro Spajari e Felipe Ribeiro tem 20, 19 e 18 anos, respectivamente

Estadão Conteúdo

25 de novembro de 2016 | 20h47

A renovação na natação brasileira ficou evidente na final dos 100m livre masculino no Torneio Open, que fecha a temporada 2016 em Palhoça (SC). O pódio da prova foi todo composto por nadadores da nova geração, com destaque para o vitorioso Gabriel Santos, do Pinheiros, que venceu com 48s60.

Nascido em 1996, ele deixou para trás Pedro Spajari, seu companheiro de clube, de 1997, e Felipe Ribeiro, da Unisanta, nascido em 1998. Ao lado de Matheus Santana, também de 1996, eles prometem rivalizar nas provas de velocidade da natação no próximo ciclo olímpico.

A prova feminina de 100m livre também teve dobradinha do Pinheiros, com ouro para Larissa Oliveira (55s31) e prata para Manuella Lyrio (55s31). O Minas Tênis Clube, um dos quatro grandes clubes da natação brasileira, porém, não enviou equipe à competição. Seus atletas que estão em Palhoça (SC) foram por iniciativa própria.

O Corinthians, porém, está com força máxima e conquistou três vitórias importantes nesta sexta-feira. Pamela Alencar Souza venceu os 200m peito com direito a recorde do campeonato: 2min32s81, enquanto Thiago Simon levou a melhor entre os homens. Brandonn Almeida ganhou os 200m medley.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.